terça-feira, 22 de setembro de 2009

GIOVANNI CARLO DAL MONTE


MEU FILHO

Quando você nasceu, tão pequenino e lindo
(e parece que foi ontem)
Não imaginei que se tornaria esse homem
Tão mais lindo, por dentro também!
Eu, seu pai e irmãos sentimos muito
Mas, muito mesmo sua falta!
Em todas as reuniões que fazemos
Por mais que nos divertimos, fica
Uma tristeza pairando no ar...
É a sua ausência!
Quantas vezes, eu e seu pai, nos retiramos
Para não demonstrarmos a tristeza
Que nos acomete sem a sua presença...
Lá se vão 19 anos que você escolheu
Viver em outro país!
Por outro lado meu filho...
Você só nos deu alegrias em sua vida:
Quando criança, ao chegar à adolescência
Ao se tornar adulto e muito responsável
Como o é até hoje, só nos deu orgulho
Sou realizada como sua mãe!
Escrevo hoje esse relato porque
Amanheci com mais saudade de você
Que a costumeira e como chegou
A primavera e eu postei a foto
Que me enviou do seu jardim
Com lindas rosas de todas as cores
E isso o trouxe um pouco para junto de mim!
Quero também agradecer por toda a felicidade
Que me proporcionou por esses
Trinta e oito anos que você tem...
E também por escolher para vir
Ao mundo, através dessa mãe aqui
Que tanto o ama e que sempre agradece
A Deus por ter merecido esse presente!
Obrigada meu filho... Te amo muito!
De sua mãe
Gena

Marília – 22/09/09
23:29 Horas



3 comentários:

Anônimo disse...

Que post lindo Gena... nem poderia ser um filho diferente vindo de você... bjs do José...

Chris... ჱܓ disse...

Gena você é um show de escritora...
Que lindo poema este para o seu filho... Amei!
Parabéns!
Tbm estou te seguindo aqui...

Bjos mil... ჱܓ

Rita Maria disse...

Olá Gena, Boa Noite...

Das suas poesias que lí, para mim, as melhores estão aquí...

Estou gostando muito da história de sua vida em versos, mas quero ler tudo e não aceito que você pule capítulos... (rsrs)

As músicas dos seus Blogs são muito lindas e me doem lá no fundo da alma, dão-me muita saudade de um tempo que passou e de um tempo que não vivi...

Fica com Deus e continue com esta capacidade de sonhar...

Rita Maria